URBANUS, da designer Juliana Calambau, traz elementos da cidade para a moda

Por Luiza Campos

A ex-aluna de Design de Moda da Universidade FUMEC, Juliana Calambau é destaque em lojas colaborativas de Belo Horizonte. A coleção URBANUS, à venda também no e-commerce homônimo da estilista, é reflexo de um projeto que começou na faculdade e ganhou ares profissionais. “A FUMEC oferece um suporte incrível e impecável para a criação e apresentação do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e a divulgação que recebemos com o evento foi, sem dúvida, um elemento essencial para a marca sair do papel e começar a ser vista pela mídia, por lojistas e pelo público”, ressalta Juliana.

j2

Fascinada pela cena urbana, a designer trabalhou o conceito de cidade contemporânea em seu processo criativo. Ela relembra que “com o TCC, os primeiros passos para a criação da marca já estavam sendo feitos: os conceitos, inspirações e a oportunidade de mostrar o estilo que eu gosto de desenvolver”. No entanto, ela enfatiza que o desejo estava ali há tempos: “vontade de ter uma marca própria existia desde os primeiros períodos da faculdade. Sempre quis ter uma marca pequena, slow, em que eu pudesse realmente criar e experimentar”, conta.

j3

A arquitetura bruta, minimalista e crua foram as principais inspirações para a coleção e até mesmo para a marca. Além disso, a linha tênue que caracteriza o gênero na contemporaneidade foi inspiração para acessórios minimalistas e geométricos, especialmente em materiais como a madeira, que precisa de pouco tratamento e tornou-se protagonista. Ela conta que tentou ” transmitir o olhar urbano, o que se vê através de uma janela. E foi a partir daí que senti a necessidade de englobar feminino e masculino como uma coisa só. Primeiro, por questões pessoais de acreditar que essa segmentação não faz sentido. Acho que cada um pode usar o que gosta e se apresentar da forma como se identifica e prefere”.

j5

A cidade, assim, para a Juliana, é o espaço privilegiado da diferença. “Quando se olha através de uma janela se vê simplesmente pessoas, não há como segmentar. Além disso, a cidade tudo ‘abraça’. Por mais marginalizado que seja um indivíduo, ainda assim ele está presente nesse contexto. Assim, busquei criar peças que podem se encaixar em diversos estilos e para ambos os gêneros (ou até para quem não se identifica com nenhum)”, conta.

Nas roupas, predominam a neutralidade da cidade e o cinza em suas nuances, representando elementos urbanos como o concreto, o asfalto e a fumaça.

Juliana também foi convidada para participar do AMDO Atelier, onde teve uma reação muito positiva do público. Ela celebra esse tipo de iniciativa, pois acredita que jovens designers “independentes, focados no slow, precisam buscar essas iniciativas. É uma excelente forma de trocar experiências, levar o produto até o conhecimento do consumidor e entender melhor seu público e a aceitação do seu produto”.

Site: http://www.jcalambau.com.br/
Facebook: @J.calambau

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s