Coleção de Artur Malta se destaca no Boulevard Fashion

Por Tamilla Moura

Quando se informou sobre o tema do concurso realizado pelo Boulevard Shopping, uma criação ligada ao futurismo, o jovem estilista Artur Malta viu se erguer em sua imaginação o cenário do presente: prédios espelhados adentrando-se no céu e um horizonte cada vez mais geometricamente entrecortado. Então, o que o moveu e o intrigou – ambas as sensações exatamente assim: coexistentes – foi como expressar nas suas roupas a urgência de um futuro já em execução.

Ligado às representações distorcidas da realidade, apaixonado pelo atípico, por aquilo que não é esteticamente palatável ou previsto, Artur Malta levou nos cortes secos, nas cores urbanas e no shape retilíneo a crueza do urbano. Contudo, equilibrou sua coleção com algo de celestial e harmônico, pois, apesar dos inúmeros elementos compondo as cidades, os espelhos nos arranha-céus parecem se confundir com a própria extensão daquele teto azul.

A coerência é traço presente nas narrativas do estilista, onde há o apreço por um processo de criação que transita com sincronismo entre os extremos. Ou, nas palavras do próprio Artur: “possuo uma atração pelos pontos opostos, pela possibilidade de uni-los e intercambiá-los. Gosto do minimalismo tanto quanto do maximalismo, por isso acredito ser um extremista da moda”. Conforme seu raciocínio, nada que se diga mediano, ponderado, o convence, que traz para suas peças a força e a suavidade; os antagônicos em comunhão.

Quando perguntado sobre o que representa para ele a moda, Artur Malta a identificou como a maneira artística com a qual ele encontrou maior afinidade para expressar seus sentimentos, sua ânsia criativa. Desde criança, conviveu com os tecidos na loja de sua família e com a habilidade da mãe de costurar. Além disso, incorporou do pai a ligação com a escrita, com a narrativa e a capacidade de transmitir em uma arte o que se passa em seu interior.

Sua maneira de falar nunca se restringe às palavras. Ao perguntar-lhe sobre as expectativas que possuía quando se inscreveu no Boulevard Fashion Design, Artur foi gestual e transparente. Seus traços, únicos e fortes, aliados à fluência das mãos enquanto retrata seu processo de criação, demonstram alguém feliz pelo segundo lugar alcançado, mas seguro da qualidade do que fora apresentado. “O prêmio me deixou feliz, mas, principalmente, mais seguro. Gostei da sensação de ver meu trabalho reconhecido, pois esse foi o primeiro concurso que participei. Estou feliz pela colocação porque me dediquei a isso e contei com pessoas muito boas que também me auxiliaram”, disse.

Quando consideramos algo bom, isso acontece porque pressupomos ser merecido o elogio. Entretanto, a coleção Emancipa não se encaixa somente nesse adjetivo. Somente após conhecer seu criador, percebemos que ela é verossímil com a sua vida, com suas convicções sobre o que é arte.

Set 2015 - Carlos Penna Expo0926
Sobre a existência de sentido em seguir uma linha teoricamente contrária ao que é comum, ao que é incontestavelmente bonito, ele afirma que: “todos nós buscamos ser únicos. A estranheza é o melhor caminho para isso. Há muita beleza no que não é corriqueiro”. E há, indubitavelmente, coerência no caótico. Talvez seja essa a forma mais simples de definir esse promissor estilista.

Na coleção Emancipa, segundo lugar no concurso Boulevard Fashion Design, construiu-se em cima do tecido duro, do asfalto rígido, das cores frias, da cidade apressada, do céu refletido, um futuro precipitado. Enfaticamente elogiada pela crítica, especialmente por ter irradiado, em cada corte, em cada peça, a essencialidade do tema, as roupas de Artur Malta demonstram um futuro antigamente vislumbrado como algo distante. Para expectativas que se realizam no virar do dia, nada tão adequado quanto às roupas apresentadas pelo estilista.

O reconhecimento alcançado no concurso marca o caminho cheio de recortes, extensões e maravilhosas distrações, percorrido por este ainda estudante de Design de Moda. Um percurso marcado por amadurecimentos trazidos à tona à medida que suas ideias para o futuro desfilam no presente.

Set 2015 - Carlos Penna Expo0916

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s